Artigos de apoio

A Canção de Guilherme

A Canção de Guilherme (1100-1130), descoberta em 1903 por Roland d'Oxford, faz parte da Gesta de Guilherme (anteriormente designada Gesta de Garin de Monglane), um dos três grandes ciclos das Canções de Gesta.
A Gesta de Guilherme baseia-se na história épica de uma família nobre da qual se destaca a figura de Guilherme d'Orange, dito também Guilherme de Nariz Curto, uma figura histórica que se notabilizou como Conde de Toulouse, conselheiro do rei Luís, o Piedoso (filho de Carlos Magno) e como santo.
As 24 canções, que constituem a Gesta de Guilherme, narram os feitos deste herói e dos seus familiares que defendiam o país contra os sarracenos, nome atribuído aos árabes, em geral. Realçam-se as canções: Garin de Monglane dedicada ao patriarca da família e avô de Guilherme; Aimeri de Narbonne, ao pai do herói; Les Narbonnais, aos seus irmãos; Chevalerie Vivien e as Enfances Vivien, ao seu sobrinho.
A Canção de Guilherme, dedicada exclusivamente a Guilherme, expõe as peripécias de três batalhas sucessivas, em Archamp ou Alicans, contra o pagão Deramed. Em socorro ao sobrinho Vivien, que quis sozinho com as suas tropas enfrentar os sarracenos, Guilherme, juntamente com Gui, irmão da sua esposa, reuniu um exército para defrontar o combate. Este revelou-se difícil pois, para além da morte do sobrinho e de Gui no campo de batalha, também muitos soldados pereceram sobrevivendo somente Guilherme. É Guibourg, a sua esposa, que o vai reconfortar após o regresso do massacre.
Para além de A Canção de Guilherme, a mais antiga nesta gesta, Enfances Guillaume, Moniage Guillaume e Alicans focam também Guilherme como personagem principal. As restantes canções da gesta apresentam-no como personagem secundária em feitos e aventuras, tais como: o combate contra o gigante sarraceno Corsolt que arrancou a ponta do nariz ao jovem franco; a peripécia durante o Coroamento de Luís, o Piedoso; a tomada de Orange; o rapto de Orable, com quem se casou e que se converteu ao cristianismo, adotando o nome de Guibourg; a fundação do Mosteiro no vale de Gellone (atual Saint Guilhem-le-Desert, França), onde vestiu o hábito monástico.
A Canção de Guilherme, sobre o típico jovem herói cristão, é um dos exemplares notáveis da poesia épica francesa medieval.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-17 21:27:17]. Disponível na Internet: