Artigos de apoio

A Tomatada (La Tomatina)

La Tomatina, ou a "guerra do tomate", como muitos lhe chamam, tem lugar na última quarta-feira de agosto de cada ano na pequena cidade de Buñol, perto de Valência. Considerado um dos eventos de maior atração turística internacional de toda a Espanha, La Tomatina faz parte de uma semana inteira de festas - La Feria y Fiesta da Semana Grande de Buñol - em honra de São Luís Beltrão, o patrono da cidade, durante a qual têm lugar desfiles, fogos de artifício, bailes nas ruas e concursos de paellas. Durante esta semana celebra-se um popularíssimo "Mano a Mano" entre as bandas musicais da cidade.
No dia da Tomatina, os habitantes da Plaza del Pueblo começam a manhã muito atarefados a cobrir as fachadas das casas e das lojas com plásticos, antes que a praça se encha de dezenas de milhar de pessoas, grande parte em fato de banho e calções, que bebem vinho e gritam "tomates, tomates, tomates". Pouco antes da "batalha" chegam os camiões de tomates, importados da Extremadura, por ser mais barato, e são lançados baldes de água sobre as pessoas a título de "batismo" e também para tornar mais suportável o banho de sumo vermelho. Por volta das 11 horas da manhã, um foguete marca o início da "guerra" e tomates bem maduros voam pelos ares atirados em todas as direções, entre risos e gritos, em que amigos e estranhos se tornam em alvos humanos. As regras exigem que o tomate seja esmagado nas mãos antes de ser atirado e não é permitido o arremesso de quaisquer outros objetos. Qualquer pessoa que fuja é um alvo prioritário, assim como turistas bem vestidos ou com máquinas fotográficas. Há quem aconselhe o uso de óculos de proteção pois o sumo de tomate nos olhos torna-se um pouco incomodativo para quem quer ripostar com sucesso. Ao fim de uma hora um foguete marca o final da "batalha" e as pessoas dirigem-se aos muitos chuveiros públicos que o município providencia ao longo do rio, enquanto os habitantes limpam a praça e as fachadas das casas com jatos de água. A festa continua com comida, bebida, música e alegria durante todo o resto da semana de festejos.
A origem da Tomatina remonta a 1944 quando, dizem uns, um grupo de amigos se envolveu numa batalha "tomatal", iniciando uma prática que se repete todos os anos em toda a cidade. Há quem diga que o alvo era um grupo de jovens ricos e aperaltados, outros dizem que La Tomatina começou por ser um símbolo da oposição antifranquista. Seja qual for a sua origem, a Tomatina é hoje uma tradição de Buñol, que atrai todos os anos milhares de visitantes nacionais e estrangeiros.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-20 02:58:08]. Disponível na Internet: