Artigos de apoio

aboboreira

Designação comum de plantas da família das Cucurbitáceas e dos géneros Cucurbita e Lagenaria.
As aboboreiras são plantas herbáceas, geralmente de caule rastejante ou trepador. As folhas são simples, alternas, pecioladas e sem estípulas. O perianto encontra-se diferenciado em cálice e corola. O androceu possui cinco estames. O ovário é ínfero e trilocular. O fruto, comummente designado abóbora, é carnoso e polispérmico.
O género Cucurbita com cerca de dez espécies, na sua maioria do continente americano, que apresentam corola amarela campanulada e antenas unidas entre si. São plantas geralmente anuais e trepadoras por meio de gavinhas ou prostadas, com folhas largas cordiformes, cujo fruto é um pepónio que se pode comer em compota ou cozido.
São designadas aboboreiras deste género as espécies Cucurbita ficifolia (aboboreira-gila ou chila), Cucurbita pepo (aboboreira-comum ou aboboreira-porqueira), Cucurbita maxima (aboboreira-menina, aboboreira-amarela ou aboboreira-moranga), Cucurbita hispida (Sin. Benincasa hispida; aboboreira-de-água, aboboreira-de-cera ou canvolenga) e a Cucurbita moschata (aboboreira-almiscarada, aboboreira-preta, aboboreira-rasteira ou boboreira-da-Guiné).
O género Lagenaria é caracterizado por possuir corola branca, rodada e de antenas livres. Pertence a este género a aboboreira Lagenaria siceraria (aboboreira-carneira, cabaça), caracterizada por possuir um pepónio mais pequeno, piriforme, mas muito estrangulado. Esta espécie não é comestível, mas parte do fruto foi utilizado na antiguidade e, na atualidade, por alguns povos, no fabrico de recipientes para água e para transportar pólvora.
Os povos antigos utilizavam a abóbora e as suas sementes como vermífugo. A abóbora foi dos primeiros legumes a ser importado do Novo Mundo.

1

2

3

4

5