Artigos de apoio

aceleração tangencial e normal

No caso de um movimento ser circular (a trajetória descreve uma circunferência) o vetor aceleração apresenta duas componentes: uma componente na direção tangente à curva, designada por aceleração tangencial e uma componente que é perpendicular à aceleração tangencial, dirigida para o centro da circunferência e que é designada de aceleração normal ou aceleração centrípeta ou ainda de aceleração central.
A aceleração tangencial é representada por e a aceleração normal por .
A componente tangencial da aceleração é a responsável pela variação do valor da velocidade num determinado intervalo de tempo e é caracterizada por possuir o sentido do vetor velocidade, se o valor da velocidade aumentar, e o sentido contrário ao do vetor velocidade, se o valor da velocidade diminuir.
A componente normal da aceleração é a responsável pela variação da direção do vetor velocidade num dado intervalo de tempo. Apresenta sentido dirigido para o centro da circunferência. Esta componente é perpendicular ao vetor velocidade.
No caso do movimento ser circular uniforme só existe a componente da aceleração que é perpendicular ao vetor velocidade, isto é, a componente normal.
Nos movimentos retilíneos (trajetória descreve uma linha reta) como não ocorre mudança de direção do vetor velocidade, a aceleração só apresenta a componente tangencial.
No caso particular do movimento retilíneo e uniforme, como não existe variação, quer do valor da velocidade, quer da direção do vetor velocidade, as duas componentes do vetor aceleração são nulas.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-22 07:45:13]. Disponível na Internet: