Artigos de apoio

anexos embrionários

Nos vertebrados terrestres, répteis, aves e mamíferos, desenvolvem-se no decorrer da embriogénese anexos embrionários cuja função é proteger o embrião da desidratação, permitir as trocas gasosas, e assegurar a hematose. Estas funções, embora transitórias, são indispensáveis tanto às espécies ovíparas (répteis e aves) como às vivíparas (mamíferos).
Os anexos embrionários destes grupos animais são a vesícula vitelina, o âmnio e a alantoide. Os animais que possuem estes anexos embrionários são designados de uma maneira genérica por amniotas.
Nos mamíferos, o córion e a alantoide unem-se ao útero formando a placenta, através da qual o embrião recebe o alimento e o oxigénio do corpo materno e elimina os produtos de excreção.
O aparecimento de anexos embrionários permitiu que as aves, os répteis e os mamíferos pudessem colonizar o meio terrestre.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-18 07:14:34]. Disponível na Internet: