Artigos de apoio

ar comprimido

Designa-se por ar comprimido ou ar sob pressão todo o ar submetido a pressão em compressores de êmbolo ou centrífugos. São muitas as suas aplicações. Utiliza-se, por exemplo, para acionar máquinas diversas, como martelos-pilão, ejetores de jato de areia, martelos e perfuradoras nos trabalhos de construção de estradas, nas minas e pedreiras, nas rebarbadoras e rebitadoras, na metalomecânica, na construção naval. Navios afundados podem ser postos a flutuar através de ar comprimido, que retira a água do interior. O mesmo princípio é também aplicado nos diques e docas flutuantes e nos submarinos. Serve igualmente para expulsar a água das campânulas de imersão e para proteger da água a chama dos maçaricos de corte e soldadura debaixo de água.
As bombas de grandes dimensões utilizam ar comprimido na elevação dos líquidos viscosos. Certos produtos pulverulentos ou granulados podem transportar-se suspensos em ar comprimido. Em minas, utiliza-se para ventilar galerias. O ar comprimido aciona igualmente certas locomotivas e escavadoras, sistemas de lançamento de aviões e amortece a trepidação nas rodas dos veículos pesados através dos freios pneumáticos.
A pressão depende do tipo de aplicação, oscilando entre 1 e 500 bar. Muitas funções de acionamento são mais eficientes por ar comprimido do que por outros sistemas, elétricos ou mecânicos.


1

2

3

4

5