Artigos de apoio

Cláudio Marzo

Ator brasileiro, Claúdio da Silva Marzo nasceu a 26 de setembro de 1940 na cidade de São Paulo. Foi casado com a também atriz Betty Faria e é pai da atriz Alexandra Marzo.
Interessou-se cedo pela representação e estreou-se como ator no teleteatro da Rádio Nacional. Mais tarde, começou por trabalhar como figurante na Organização Victor Costa que deu origem à TV Globo.
Mudou-se depois para a TV Tupi e começou a trabalhar em papéis mais proeminentes. Decidiu estudar o método Stanislawsky no Teatro Oficina com Eugénio Kusnet e, nessa altura, recebeu uma proposta da recém-formada TV Globo, onde participou nas telenovelas Eu Compro Esta Mulher (1966) e O Sheik de Agadir (1966), entre outras.
No cinema, teve a sua estreia em 1967 no filme O Mundo Alegre de Helô, realizado por Carlos Alberto de Souza Barros, a que se seguiram o drama de Mário Fiorani O Engano (1968) e O Homem que Comprou o Mundo (1968), realizado por Eduardo Coutinho, entre outros títulos. No teatro, entrou em peças como Dois Perdidos numa Noite Suja, de Plínio Marcos, e O Tiro que Mudou a História.
Em Portugal, tornou-se conhecido do grande público ao participar em telenovelas como Olhai os Lírios do Campo (1980), uma adaptação do romance de Erico Veríssimo, Cambalacho (1986), Kananga do Japão (1989), Pantanal (1990), onde interpretou três papéis, incluindo o de José Leôncio, Fera Ferida (1993), A Indomada (1997) e Mulheres Apaixonadas (2003).
No cinema, protagonizou ainda a comédia O Homem Nu (1997), realizado por Hugo Carvana e, mais tarde, participou no thriller de Miguel Faria Jr. O Xangô de Baker Street (2001), uma coprodução entre o Brasil e Portugal que adaptou uma obra de Jô Soares, onde atuou ao lado de Joaquim de Almeida (no papel de Sherlock Holmes), Maria de Medeiros e Claúdia Abreu. Em 2003, entrou em A Selva, ambiciosa produção luso-brasileira realizada por Leonel Vieira com um elenco que incluiu figuras dos dois países como Diogo Morgado, Maitê Proença, Gracindo Júnior e Ruy de Carvalho.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-22 19:27:53]. Disponível na Internet: