Artigos de apoio

Clístenes

Legislador e fundador do sistema democrático em Atenas. A reforma que empreendeu da constituição de Sólon iniciou um período de vigência profundamente democrático no seio da sociedade ateniense do século VI a. C, permitindo o advento do período áureo da centúria seguinte protagonizado politicamente por Efialtes e Péricles.
A sua reforma assentou na evidente anulação do papel tradicional de predominância das famílias pertencentes às quatro tribos jónicas e numa solução teórica e radical, onde a população era reorganizada em dez tribos. Cada uma delas incluía três trittys, baseadas em elementos provenientes das três divisões territoriais: cidade (Astu), costa (Parália) e montanha (Diácria).
Esta organização de cariz matemático permitia diluir e limitar as influências locais, destacava a família, e transmitia uma sensação de igualdade ilusória. O demo era então a célula-base, de onde a tribo partia para a organização e recrutamento de magistrados, do exército e da bulé, que se tornou no principal órgão político, com funções administrativas, legislativas e judiciais. Cada unidade tribal de cinquenta membros formava uma "pritania" que prestava serviço durante 35 dias.
Contudo, a estrutura da Eclésia não foi modificada, sendo os arcontes sorteados a partir de listas de membros provenientes da primeira classe censitária. Face a esta situação, foram implementadas três medidas limitadoras: o ostracismo, que eliminava indivíduos perigosos ao regime; a criação de estrategos eleitos e não sorteados; e o recrutamento dos arcontes, baseado em listas de membros pertencentes às duas classes superiores.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-19 06:29:42]. Disponível na Internet: