Artigos de apoio

cloretos

Os cloretos são sais derivados do ácido clorídrico. Estes podem dividir-se em dois grupos: cloretos minerais ou metálicos, isto é, combinação de cloro com elementos metálicos, mais ou menos polares, e cloretos orgânicos não polares, isto é, que não contêm o halogéneo sob a forma iónica.
Os cloretos metálicos são extremamente importantes e encontram-se vários na Natureza: o cloreto de sódio (NaCl), na água do mar ou jazigos; o cloreto de potássio (KCl), em minas; e o cloreto de magnésio (MgCl2), na água do mar.
A maior parte dos cloretos metálicos é solúvel em água, no entanto alguns são praticamente insolúveis como os de prata, chumbo, compostos de cobre e mercúrio, dos quais alguns são facilmente solúveis em ácido clorídrico por formarem complexos.
O cloreto de prata (AgCl) é muito utilizado em fotografia por ser sensível à luz.
Os cloretos metálicos podem preparar-se por quatro processos: por combinação direta dos elementos cloro e metal; pela ação do cloro sobre um óxido metálico na presença de carbono; pela ação do ácido clorídrico sobre metais, óxidos, carbonatos, sulfuretos, entre outros; por dupla decomposição entre um cloreto solúvel e outro sal solúvel.
Por cloreto designa-se também comercialmente o cloreto de cal ou cal de branqueamento, muito conhecido por cloreto das lavadeiras, por ser usado para fins de branqueamento de papel e de tecidos, como desinfetante e para esterilizar a água. Prepara-se por ação do cloro sobre o hidróxido de cálcio.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-20 05:09:19]. Disponível na Internet: