Artigos de apoio

competição (sociologia)

A competição respeita a rivalidade entre concorrentes individuais ou coletivos, em vista à obtenção de um ganho, segundo regras ou normas que lhes são comuns e que determinam os comportamentos autorizados.
Podem referir-se diferentes formas de competição, existindo competição entre indivíduos ou grupos a diversos níveis. Fala-se em competição social quando existe rivalidade entre indivíduos ou grupos sociais em vista à obtenção duma posição social, económica, cultural, de prestígio, ou de poder, mais elevada. Nas democracias, a competição política exerce-se frequentemente na luta partidária, ou na competição no interior dos partidos políticos, tendo como objetivo o acesso ao poder político ou a sua manutenção. A competição profissional ou cultural constituiu uma rivalidade
a fim de obter um determinado estatuto social, o reconhecimento público, uma determinada função ou posição de prestígio, ou um ganho pecuniário (objetivo este respeitante sobretudo à competição profissional). A competição económica, que na atualidade, se tornou, motor da própria atividade económica, inscreve-se na lógica da globalização que caracteriza o mundo contemporâneo. Exerce-se através da competição nos domínios da produção, da conquista dos mercados, no consumo. As práticas de competição e rivalidade entre chefes ou tribos foram observadas e descritas por etnólogos, particularmente o potlatch: conjunto de atividades ostentatórias, com distribuições e destruições de bens, organizadas em ocasiões especiais (1923, Mauss - "Essai sur le don, forme et raison de l'échange dans les sociétés archaïques". In Sociologie et Anthropologie. Paris: PUF).

1

2

3

4

5