Artigos de apoio

compressibilidade

A compressibilidade consiste na capacidade de um corpo ou substância para reduzir o seu volume quando se encontra submetido a pressões em todas as partes, ou seja, a capacidade que um fluido possui de o volume por ele ocupado variar em função da pressão.
A compressibilidade representa-se pelo símbolo k e o seu valor é uma constante material calculada pelo inverso do módulo de compressibilidade. A expressão matemática que traduz a sua determinação é: k = -V-1 x dV/dp sendo dV/dp a razão da variação do volume com a pressão.
O módulo de compressibilidade representa a razão entre a pressão exercida sobre um corpo e a percentagem da diminuição do seu volume.
A compressibilidade exprime-se em unidades inversas de pressão, isto é, por exemplo,
em m2/N (metro quadrado por newton).
Os gases apresentam elevada compressibilidade, enquanto que os líquidos e os sólidos possuem uma baixa compressibilidade. A pressões normais, os líquidos podem ser considerados praticamente incompressíveis. Dentro dos limites em que a Lei de Hooke é válida, a compressibilidade é independente da pressão.
Nos gases é usual efetuar a distinção entre compressibilidade isotérmica e adiabática, conforme esta se realize respetivamente a temperatura constante com trocas de calor ou sem trocas de calor.

Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-22 05:36:25]. Disponível na Internet: