Artigos de apoio

Coreia do Sul

Geografia
País da Ásia Oriental. Situado no Sul da península da Coreia, possui uma superfície de 98 480 km2. O país é banhado pelo mar do Japão, a leste, pelo estreito da Coreia, a sul, e pelo mar Amarelo, a oeste, e faz fronteira com a Coreia do Norte, a norte. As cidades mais importantes são Seul, a capital, com 9 551 800 habitantes (2004), Pusan (3 474 300 hab.), Inch'on (2 511 500 hab.), Taegu (2 373 500 hab.) e Taejon (1 442 200 hab.).
As florestas subtropicais cobrem cerca de 2/3 do país, embora o crescimento populacional contribua para uma elevada devastação.

Clima
O clima é continental moderado, com invernos frios e verões quentes.

Economia
A Coreia do Sul tem uma economia baseada na indústria e nos serviços. É um dos países que tem registado um grande crescimento económico, fazendo parte dos chamados "tigres asiáticos". Os recursos minerais mais importantes são o carvão, o ferro e o tungsténio. Na indústria, os setores automobilístico, de construção naval, de eletrodomésticos, siderúrgico, químico e do cimento são os mais relevantes. A Coreia do Sul é um dos maiores exportadores mundiais e os seus principais parceiros comerciais são osEstados Unidos da América, o Japão, a Alemanha e a Arábia Saudita.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita, (toneladas métricas,1999) é de 8,4.

População
A população é de 48 846 823 habitantes (est. 2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 491,7 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 10%o e 5,85%o. A esperança média de vida é de 77,04 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,879 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,873 (2001). Em termos religiosos, os habitantes da Coreia do Sul distribuem-se, sobretudo, pelo budismo (28%), protestantismo (19%) e catolicismo (6%). A língua oficial do país é o coreano.

História
Depois da Segunda Guerra Mundial, o Japão foi forçado a entregar a Coreia aos Aliados e o país foi dividido em duas partes. As tropas soviéticas ocuparam a zona norte e os norte-americanos a zona sul. Foram estabelecidos governos diferentes em ambas as partes. O norte do país passou a chamar-se República Popular Democrática da Coreia e o sul República da Coreia. Em 1950 as tropas norte-coreanas invadiram a Coreia do Sul, o que deu início à Guerra da Coreia. Três anos mais tarde, foi assinado o armistício e, em 1960, o regime autoritário, que havia sido instalado no sul, entrou em colapso e o país foi dominado pelas forças militares. A partir de 1963, o país passou a viver uma democracia liberal em que o primeiro-ministro governa num regime multipartidário com uma Assembleia nacional.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-20 21:33:39]. Disponível na Internet: