Artigos de apoio

Costinha (futebolista)

Futebolista internacional, Francisco José Costa, que ficou conhecido por Costinha, nasceu a 1 de dezembro de 1974, em Lisboa.
Os primeiros passos como futebolista, na posição de médio defensivo, foram dados no Oriental, clube dos arredores de Lisboa, que militava na Zona Sul da II Divisão B. Entre 1993 e 1995 Costinha impôs-se como titular no Oriental. Na temporada 1995/1996 foi jogar para um clube da Ilha da Madeira, o Machico, também ele da II Divisão B, onde foi titular indiscutível. As suas exibições chamaram a atenção de outro clube da Madeira, o Nacional, também da II Divisão B. Assim, na época 1996/1997 foi passado ao serviço do Nacional, também aqui na condição de titular.
No final desta temporada, quando tinha apenas 22 anos, deu-se uma reviravolta surpreendente na sua carreira de futebolista. Sem nunca ter representado um clube das divisões superiores de Portugal, sendo inclusive um desconhecido no nosso país, Costinha foi contratado por um dos grandes clubes de França, o Mónaco.
Apesar de ser um desconhecido, depois de uma época de adaptação (1997/98), acabou por se impor como titular do Mónaco a partir da temporada 98/99. Na época seguinte, sagrou-se campeão de França. O seu prestígio, naturalmente, chegou a Portugal e começou a ser convocado para a seleção nacional. Foi um dos jogadores presentes na fase final do Europeu de 2000 (disputado na Bélgica e na Holanda) na qual Portugal conquistou um excelente terceiro lugar.
Na temporada 2000/2001, ainda ao serviço do Mónaco, conquistou a Supertaça de França.
Em 2001 regressou ao futebol português, onde finalmente se estreou na Primeira Liga. Costinha foi contratado pelo Futebol Clube do Porto, na altura treinado por Octávio Machado. A estreia pelo clube das Antas aconteceu a 12 de agosto num jogo disputado em Lisboa contra o Sporting e não correu da melhor forma ao antigo jogador do Mónaco. Costinha foi expulso e a sua equipa perdeu por 1-0. No entanto, o médio viria a afirmar-se como titular indiscutível na equipa. A situação manteve-se em 2002/2003 e 2003/2004, épocas em que o FC Porto ganhou dois campeonatos, uma Taça de Portugal, a Taça UEFA e a Taça dos Clubes Campeões Europeus. Costinha foi um dos 23 jogadores a serem chamados para representar a equipa portuguesa no Euro 2004, onde se sagrou vice-campeão.
Em 2005, foi contratado pelo Dínamo de Moscovo, mas a experiência não correu bem e acabou por sair do clube em litígio. Apesar de ter estado alguns meses sem competir, Costinha foi convocado para participar no Mundial de 2006, na Alemanha.

1

2

3

4

5