Artigos de apoio

declinação

Variação morfológica em caso, em género e em número de um nome, adjetivo, pronome e por vezes determinante.
O latim, por exemplo, é uma língua que apresenta cinco declinações, assim organizadas em função da vogal temática ou da consoante inerente ao radical das palavras (1.ª declinação com vogal temática <a> - rosa, ae - rosa; 2.ª declinação com vogal temática <o> - dominus, i - senhor; 3.ª declinação com vogal temática <i> - avis, is - ave; 3.ª declinação com temas em consoante - nox, noctis - noite; 4.ª declinação com vogal temática <u> - domus, us - casa; 5.ª declinação com vogal temática <e> - res, ei - coisa). As declinações em latim estão distribuídas por seis casos (nominativo, vocativo, genitivo, dativo e ablativo), dois números (singular e plural) e, no caso dos adjetivos e pronomes, por três géneros (ex: adjetivo <sábio>: doctus - masculino, docta - feminino, doctum - neutro).
Modernamente, o alemão é uma das várias línguas declináveis (tal como o checo, o russo, o japonês, etc.), que apresenta um sistema morfológico nominal de quatro declinações, distribuídas por quatro casos (nominativo, genitivo, acusativo e dativo), por dois números (singular e plural) e, no caso dos adjetivos e pronomes, por três géneros (masculino, feminino e neutro).

1

2

3

4

5