Artigos de apoio

decomposição de óxido vermelho de mercúrio

Tal como a formação de dióxido de carbono, a decomposição de óxido vermelho de mercúrio ocorre segundo uma reação em que há decomposição de uma substância por ação do calor. A esta reação chama-se termólise.
A termólise do óxido vermelho de mercúrio (pó laranja-avermelhado) origina como produtos de reação o mercúrio e o oxigénio.
Esta reação pode ser feita em laboratório com equipamento muito simples.
Para se decompor óxido vermelho de mercúrio em laboratório pode realizar-se uma experiência muito simples e que envolve o seguinte material: lamparina de aquecimento ou bico de bunsen, tubo de ensaio e molha.
Começa-se por introduzir no tubo de ensaio um pequena porção de óxido vermelho de mercúrio. Aquece-se à chama segurando o tubo de ensaio com o auxílio de uma molha.
Passado alguns instantes nota-se a formação de gotículas de cor cinza metalizada correspondendo ao mercúrio. Também se liberta um gás. Esse gás é o oxigénio. Para se reconhecer o oxigénio, introduz-se no tubo de ensaio um pavio em brasa que se aviva se o gás for o oxigénio.
Da decomposição do óxido vermelho de mercúrio pelo calor resulta a formação de mercúrio e oxigénio.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-21 13:29:08]. Disponível na Internet: