Artigos de apoio

economia de mercado

Sistema económico caracterizado pela existência de iniciativa privada, isto é, no qual entidades de carácter privado são detentoras da propriedade dos meios de produção. É evidente que tal não impede a sua coexistência com empresas de carácter estatal (veja-se, por exemplo, o caso português). No entanto, é a propriedade privada que predomina.
Refira-se ainda que este não é o único ponto de contacto possível entre os sistemas de direção central e de economia de mercado. Mais concretamente, é possível (e frequente) que uma economia de mercado possua um dos traços caracterizadores da direção central, o plano económico. Existe, contudo, uma diferença significativa: no primeiro caso, o plano é obrigatório para todas as entidades da economia, enquanto que no segundo é meramente indicativo (apenas é obrigatório para as empresas que sejam propriedade do Estado). Logo, a liberdade económica (de instalação de unidades empresariais, de determinação dos produtos a produzir, de fixação de preços, etc.) é total. O Estado não intervém na vida económica nos moldes em que o faz numa economia de direção central.Numa economia de mercado, o objetivo que move a iniciativa empresarial é o lucro. A atitude concorrencial das empresas surge como uma consequência deste desejo constante.
Uma última característica fundamental do sistema: os preços dos bens são formados unicamente pelo mercado, isto é, pelo confronto entre a oferta e a procura (sem prejuízo de poderem existir, em situações excecionais, fixações administrativas de preços ou estabelecimento de limites máximos).

1

2

3

4

5