Artigos de apoio

experiência de Michelson-Morley

A experiência de Michelson-Morley, como o próprio nome indica, foi efetuada pelos físicos norte-americanos Albert Abraham Michelson (1852-1931) e E. W. Morley (1838-1923).
Esta experiência é usada para a medição do movimento da Terra relativo a um referencial privilegiado (o éter), onde a velocidade da luz seria C.
O princípio em que se baseia está na divisão de um raio de luz em dois raios diferentes. Um deles percorre o caminho perpendicularmente em relação ao movimento da Terra; o outro raio é conduzido através de um caminho de igual comprimento, que se encontra situado na direção do movimento da Terra. A existência do éter deveria ter como consequência o aparecimento de velocidades diferentes da velocidade da luz nos dois caminhos, que deveriam modificar a imagem de interferência ao juntarem-se novamente os dois ramos parciais.
A experiência de Michelson-Morley originou como resultado iguais velocidades para os dois caminhos e, portanto, evidenciou a não existência do éter.

1

2

3

4

5