Artigos de apoio

halogéneo

Designam-se por halogéneos os elementos pertencentes à tabela periódica que se situam no grupo 17, junto ao grupo dos gases nobres.
O grupo dos halogéneos é constituído pelo flúor (F), cloro (Cl), bromo (Br), iodo (I) e àstato ou astatino (At).
Os halogéneos possuem na sua configuração eletrónica sete eletrões de valência, o que lhes permite, com muita facilidade, captar o eletrão que lhes falta para adquirirem uma configuração de gás nobre estável.
Por esta razão, os halogéneos são muito reativos, reagindo facilmente com outros elementos que lhes cedem esses eletrões, formando halogenetos. No caso da reação com metais como, por exemplo o sódio (Na) e o cálcio (Ca), os compostos resultantes conhecem-se pelo nome de sais. Este é também o significado do termo de origem grega halogéneo, que significa "formador de sais".
O halogéneo mais difundido é o cloro. Na Natureza aparece sempre associado a metais, como, por exemplo, em forma de sal gema (cloreto de sódio - NaCl) ou de carnalite (cloreto duplo de potássio e magnésio - KMgCl3.6H2O). A água do mar possui também até cerca de 3,5% de cloreto de sódio.
Tecnicamente, o cloro obtém-se pela eletrólise cloro-alcalina, introduzida pela primeira vez em 1892, em que uma dissolução aquosa de cloreto de sódio se submete a um processo de eletrólise, obtendo-se cloro e hidrogénio, enquanto o hidróxido de sódio se enriquece no eletrólito.
O cloro é um gás amarelo esverdeado, altamente tóxico, de cheiro penetrante e que ataca as mucosas. Comercializa-se em garrafas de aço pintadas de cinzento a uma pressão de 6,6 bar.
No que diz respeito ao flúor, este é um gás de cor amarela esverdeada e é o elemento, de todos quantos se conhecem na atualidade, que reage com mais facilidade. O flúor encontra-se na Natureza em diversos minerais, como no espatoflúor ou na criolite.
O bromo, além do mercúrio, é o único elemento líquido. Na Natureza encontra-se em jazigos salinos junto aos cloretos. A água do mar contém também sais de bromo, que foram descobertos ao analisar a púrpura, um corante produzido por certos caracóis do Mediterrâneo.
Está presente em diversos medicamentos de ação calmante, em certos corantes sintéticos, bem como nos extintores, em forma de metilenobrometo.
Por fim, o iodo encontra-se em quantidade mínimas, na forma de iodato de cálcio, no nitrato do Chile e nas algas marinhas. Em estado isolado, o iodo é um sólido e forma escamas brilhantes de cor negra acinzentada. Utiliza-se no fabrico de corantes, medicamentos, desinfetantes e produtos químicos fotográficos. Dissolvido em álcool tem grande poder desinfetante, sendo comercializado, para o tratamento de feridas, na forma de tintura de iodo. Por outro lado, o organismo humano também necessita de uma certa quantidade de iodo, que se armazena na glândula tiroide.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-22 11:16:15]. Disponível na Internet: