Artigos de apoio

hipótese do fluxo de massa

Modelo que explica a deslocação da seiva nos vasos condutores, proposto por Ernst Münch em 1927. De acordo com esta hipótese, a sacarose desloca-se através dos vasos crivosos desde as fontes de produção, folhas e órgãos de reserva, no período da utilização das reservas, até aos locais de utilização que são os tecidos ou órgãos em formação ou crescimento, e os órgãos de reserva durante a fase de acumulação de reservas.
O mecanismo do fluxo de pressão é um exemplo de "deslocação em massa" na qual o açúcar é arrastado pela água. O movimento é provocado pela diferença de pressão no floema entre o local onde existe sacarose em elevada concentração - local de produção - e o local onde existe baixa concentração - local de consumo.
O transporte pode ocorrer em qualquer sentido, dependendo das necessidades metabólicas das diferentes componentes das plantas em determinado momento.

1

2

3

4

5