Artigos de apoio

Igreja de Santa Maria Madalena (Madalena)

Na ilha açoriana do Pico, a povoação da Madalena possui uma Igreja Matriz de grandes proporções e de modesta realização artística. Trata-se de Santa Maria Madalena, templo fundado no século XVII e com a sua fachada e outras partes da igreja totalmente renovadas no século XIX.A frontaria está dividida em três corpos, sendo o central, de maiores proporções, flanqueado pelas duas altivas torres sineiras. A demarcação entre as várias partes é feita por cunhais de basalto aparelhado, fazendo um vivo contraste entre a pedra negra vulcânica e o azulejo branco que reveste as paredes da fachada.
No pano central rasga-se o arco da entrada em basalto, de volta perfeita e prolongado em arco de querena alteado, abertura que dá acesso a um pequeno átrio, sobre o qual se abriga o portal nobre da igreja. Superiormente estão duas janelas de arco de volta perfeita, impondo-se sobre estas um entablamento ressaltado. A cimalha é fechada por empena de linhas contracurvadas e terminada por estrutura piramidal com cruz latina em ferro, tendo no centro do tímpano um relógio.
As torres sineiras estão divididas em três pisos, os dois inferiores marcados por janelas de arco redondo, enquanto o último destes é rasgado por ventanas sineiras. A cimalha é coroada por quatro pináculos angulares, terminada por um tambor octogonal, sobre o qual se eleva um coruchéu oitavado e revestido por azulejos brancos.
O interior é amplo e pobre, devido à remodelação oitocentista, e possui altares e retábulos de madeira com douradura, obras modernas e modestas do século XIX. À exceção do retábulo-mor da igreja, composição de talha barroca dos finais do século XVII, que constitui um dos raros exemplares artísticos sobreviventes da igreja anterior.

1

2

3

4

5