Artigos de apoio

Lenda da Cabeça da Velha
Diz a lenda que na serra da Peneda vivia Leonor, uma jovem rica e bela, sob a tutela de um tio fidalgo, o poderoso e cruel D. Bernardo.

Leonor tinha um amor secreto, D. Afonso, um fidalgo jovem, mas arruinado. Era ajudada pela sua velha aia Marta, que a acompanhava nos breves encontros que mantinha com o seu apaixonado.
Marta tinha-lhes jurado fidelidade, afirmando mesmo que se algum dia os traísse Deus a transformaria em pedra.

Um dia, Marta vinha de um encontro com D. Afonso, que lhe tinha dado uma carta para Leonor, quando foi surpreendida por D. Bernardo.
O cruel fidalgo, suspeitando de algo, obrigou a velha Marta a contar o que se passava a troco de grandes ameaças e conseguiu arrancar-lhe a hora e o local do próximo encontro entre os jovens.

D. Bernardo decidiu surpreender os amantes e castigá-los.

Marta acompanhou Leonor no dia do encontro, com grande desespero por nada poder contar à sua ama. Os jovens apaixonados encontraram-se na serra da Peneda, ficando Marta a vigiar num local próximo.
Estavam Leonor e D. Afonso a trocar juras de amor quando ouviram vozes e, querendo verificar o que se passava, dirigiram-se ao local onde Marta se encontrava.

Verificaram com espanto que Marta se tinha transformado em pedra, sinal de que os tinha traído.
Sabendo-se em perigo, os jovens fugiram para a Galiza onde casaram e fizeram fortuna.
Como referenciar: in Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2016. [consult. 2016-07-26 18:53:11]. Disponível na Internet: