Artigos de apoio

locus amoenus

Expressão latina que significa "lugar ameno". Trata-se de um dos tópicos da literatura clássica, usado com frequência na época medieval e renascentista e que se opõe a locus horrendus empregue no Romantismo. O locus amoenus consiste numa descrição da paisagem ideal, em ambiente de tranquilidade, bucólico ou pastoril. Verifica-se a recorrência a elementos da natureza, como árvores, fontes, pássaros e todos os elementos sensoriais a eles associados, tais como o perfume das flores, o cromatismo da paisagem, o canto das aves. Este tipo de descrição surge primeiramente em Petrónio, Teócrito e Virgílio, neste último, sobretudo na sua poesia bucólica. O tema do locus amoenus é ainda escolhido para as descrições do retorno do homem à natureza, à felicidade e ao Paraíso perdido. Na literatura portuguesa, podemos encontrar alguns exemplares desde tipo de descrição na "Fábula do Mondego" de Sá de Miranda e no soneto de Camões, "A formosura desta fresca serra".

1

2

3

4

5