Artigos de apoio

máximas conversacionais

Conjunto de regras que, segundo Grice, devem conduzir o ato conversacional e que concretizam o princípio da cooperação.
As máximas conversacionais são princípios descritivos do comportamento linguístico dos falantes e normas específicas de conduta linguística. Ou seja, elas descrevem os raciocínios que os alocutários fazem para interpretar os enunciados dos locutores.
As máximas conversacionais constituem a competência conversacional dos falantes, pois caso sejam descuradas podem pôr em causa a eficácia do ato comunicativo.

Segundo Grice, as máximas conversacionais, que regem o comportamento comunicativo dos falantes numa interação verbal, são quatro: a máxima da qualidade, a máxima da quantidade, a máxima da relevância e a máxima do modo.

A máxima de qualidade expressa o seguinte princípio: tente que a sua contribuição conversacional seja o mais verdadeira possível, para isso, não afirme o que crê ser falso e não afirme aquilo de que não tem provas suficientes para confirmar a sua veracidade.
Exs.:
A – Londres é a capital da Dinamarca?
B - Não.
Os seguintes enunciados violariam a máxima da qualidade:
- Não sei.
- Claro que é.
Grice defende que os enunciados totalmente falsos são ironias ou metáforas, exceto quando a violação da máxima da qualidade é propositadamente violada pelo falante.

A máxima de quantidade expressa o seguinte princípio: tente que a sua contribuição conversacional seja tão informativa quanto necessária, isto é, que seja nem mais nem menos informativa do que aquilo que é fundamental para os objetivos de uma interação verbal. Um discurso repetitivo constitui uma violação desta máxima, pois ao sobrecarregar o enunciado de informação redundante e desnecessária criar-se-á ruído na comunicação.
Exs.:
A – O que estás a almoçar?
B – Lasanha.
Os seguintes enunciados violariam a máxima da quantidade:
– Lasanha, que é uma das sugestões do chefe deste restaurante que eu, por acaso, conheço desde pequena.

A máxima de relevância expressa o seguinte princípio: tente que a sua contribuição conversacional revele ser pertinente em relação ao objetivo da conversa para que se estabeleça uma relação de pertinência entre os enunciados.
Exs.:
A – Amanhã vou ter teste de Matemática. Estudas comigo?
B – Primeiro, tenho de almoçar.
O seguinte enunciado violaria a máxima da relevância:
– Hoje está um dia espetacular.

A máxima de modo expressa o seguinte princípio: tente que a sua contribuição conversacional seja ordenada, clara e breve.

1

2

3

4

5