Artigos de apoio

Paço dos Duques de Bragança (Guimarães)

O Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães, é uma das construções senhoriais mais surpreendentes do século XV. Este edifício destinado a habitação já não se encontra agregado a muralhas nem dentro de nenhuma estrutura defensiva.O estado de degradação a que chegou obrigou a uma profunda intervenção por parte da Direção-Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais, tendo sofrido uma profunda alteração, em consequência da qual se encontra hoje em grande parte reconstruído. No entanto, é possível afirmar que este edifício tem uma planta quadrangular, com cerca de 60 metros de largura, um pátio central e torres em cada um dos ângulos. Toda a vida do palácio era organizada nos quatro corpos edificados em redor do pátio central.
No primeiro piso do corpo sudoeste podemos encontrar o portal de entrada da capela, com arquivoltas apontadas e assentes em colunelos. A cobertura é composta por travejamento de madeira. Nos corpos do Paço Ducal encontramos um elevado número de janelas retangulares maineladas, com aresta chanfrada, chaminés de tubo alto e telhados de "tesoura" muito inclinados. Remata o edifício um coroamento de ameias.
A fachada posterior é aquela que melhor se conserva, estando as restantes muito renovadas. No interior a arcaria é toda nova, tornando-se, por isso, difícil saber qual seria o seu aspeto primitivo.
Desconhece-se a autoria do projeto deste palácio. Em 1460 aparece documentado o trabalho de um mestre pedreiro de nome Anton, de origem francesa e a residir na cidade de Guimarães. Mas nada nos pode levar a afirmar que o traçado da moradia do Infante D. Afonso seja da sua autoria. Como a estrutura do edifício não segue a tradição portuguesa e como o encomendante - D. Afonso, filho natural de D. João I, 8.o conde de Barcelos e 1.o duque de Bragança - foi um dos homens mais ricos de Portugal e um dos mais cultos e viajados do seu tempo, podemos tomar quase como certo que o traçado do edifício terá sido importado do estrangeiro, eventualmente de França, onde existem as tipologias mais próximas da deste palácio.

1

2

3

4

5