Artigos de apoio

placas convergentes

A convergência de placas ocorre quando duas placas se deslocam na direção uma da outra, acabando por colidir. As colisões podem ocorrer entre uma placa oceânica e uma placa continental, entre duas placas oceânicas, entre duas continentais, e entre uma placa mista e uma placa continental.
A crosta oceânica é mais densa que a crosta continental e a diferença de densidade é determinante dos fenómenos que ocorrem na colisão. Quando uma placa oceânica colide com uma placa continental, a placa oceânica, como é mais densa, mergulha por baixo da placa continental. Este processo denomina-se subducção. Quando ocorre a subducção podem ocorrer também sismos de focos profundos, fenómenos de vulcanismo ou formação de montanhas.
A subducção ocorre também quando há colisão entre duas placas oceânicas. Quando tal acontece, a placa mais antiga, que é a mais densa, mergulha no manto por baixo da placa mais recente. Se se formar magma, este origina vulcões submarinos que, atingindo a superfície, podem originar arcos-ilhas ao longo da zona de subducção.
Quando a colisão ocorre entre duas placas continentais pode não ocorrer subducção. Nestas circunstâncias da colisão resultam enrugamentos que podem, na zona de colisão, originar cadeias montanhosas.
Quando ocorre a convergência de uma placa mista com uma placa continental a parte oceânica submerge até que ocorra a subducção total da parte oceânica da placa mista.

1

2

3

4

5