Artigos de apoio

predação

A predação é uma relação alimentar em que um ser vivo (o predador) mata outro (a presa) para o comer. Sempre que seres vivos se encontram em presença ocorrem relações bióticas. Podem estabelecer-se entre indivíduos de espécies diferentes ou da mesma espécie. No primeiro caso, trata-se de relações interespecíficas; no segundo, de relações intraespecíficas. A procura de alimento, de abrigo ou ainda de um parceiro sexual estão, muitas vezes, na base destas relações.
Numerosas observações mostram que as presas constituem populações sempre mais numerosas do que as dos predadores. As populações das duas espécies flutuam de igual maneira ao longo do tempo, mas estas flutuações podem alterar-se. A espécie predadora fica ameaçada de extinção se a presa é excessivamente consumida ou se se torna inacessível. É o que acontece com as presas migradoras ou quando se encontram a coberto do predador. A título de exemplo pode citar-se o caso do pica-peixe que em países onde os invernos são rigorosos devido à congelação da água dos rios ficam sem peixes, sua base de alimentação, morrendo de fome. Por outro lado, uma diminuição do número de predadores implica um aumento do número de presas.
Também se tem verificado, através de estudos cuidadosos sobre os mamíferos europeus, que há uma relação entre o tamanho da presa e o do respetivo predador. Assim, na maioria dos casos as presas têm um tamanho inferior a 30 cm, enquanto que as espécies predadoras, na sua maior parte, apresentam um tamanho compreendido entre 30 cm e 1 m.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-23 01:33:54]. Disponível na Internet: