Artigos de apoio

Raymond Carver

Escritor norte-americano, Raymond Clevie Carver nasceu a 25 de maio de 1938, em Clatskanie, no estado do Oregan. Filho de uma empregada de loja e de um operário de serração, alcoólico de temperamento violento, construiu o imaginário infantil com as histórias que este contava do avô, combatente na Guerra de Secessão por ambas as fações. Carver acompanhou a família nas suas inúmeras mudanças de casa e estudou em Yokima, no estado de Washington. Em 1957, quando contava apenas dezanove anos de idade, casou com Maryann Burk, uma interna num colégio religioso de dezasseis anos que Carver havia engravidado. Terminado o liceu, trabalhou como porteiro de um prédio, gasolineiro e estafeta.
Em 1959 mudou-se para a Califórnia, onde começou a frequentar um curso de Escrita de Criação. Ingressou depois no Humbolt State College da Califórnia, publicando, neste período, o seu primeiro conto e o seu primeiro poema em revistas literárias. Recebeu, daquela instituição, o seu bacharelato, em 1963, pelo que prosseguiu os seus estudos na Universidade do Iowa, licenciando-se em 1966.
Em 1974 publicou a sua primeira coletânea de contos, Put Yourself In My Shoes, a que se seguiria Will You Please Be Quiet, Please (1976), obra que recebeu uma nomeação para o National Book Award e cujo conto que marca o título, 'Will You Please Be Quiet, Please', havia sido selecionado em 1967 para figurar na edição da antologia Best American Short Stories.
Carver tinha começado a beber muito cedo. O alcoolismo galopante tornou-se para o autor numa obsessão. Não obstante, a 2 de junho de 1977, ano em que também se divorciou, conseguiu deixar de beber com a ajuda dos Alcoólicos Anónimos, o que parece ter beneficiado a sua maneira de escrever. Em 1981 publicou What We Talk About When We Talk About Love, uma recolha de dezassete contos marcados por um humanismo mais pungente.
Em 1988 casou com a poetisa Tess Gallagher, com quem vivia há quase dez anos e, dois meses mais tarde, faleceu, vítima de cancro de pulmão, a 2 de agosto de 1988. No ano seguinte, foi editada uma seleção dos seus melhores contos, Where I'm Calling From (1989).

1

2

3

4

5