Artigos de apoio

Renato Russo

Cantor e compositor brasileiro, Renato Manfredini Júnior nasceu no dia 27 de março de 1960, em Humaitá, no Rio de Janeiro, Brasil. Aos 7 anos, a família muda-se para Nova Iorque, depois da transferência do pai, funcionário do Banco do Brasil, para a sucursal americana do banco. O regresso ao Rio de Janeiro acontece 2 anos depois, até 1973, altura em que nova transferência do pai leva a família Manfredini para Brasília. Com 15 anos, o pequeno Renato é afligido por uma doença rara, a epifiólise, que lhe rouba os movimentos de pernas durante dois anos. Durante esse período, Renato estudou e leu muito e experimentou os primeiros desejos de se tornar músico. Na sua imaginação cria a banda 42th Street Band, com o vocalista Eric Russell. Totalmente recuperado, Renato começa a envolver-se com o movimento punk londrino da década de 70. Em 1978, já com alfinete na orelha e calças rasgadas, com o guitarrista André Pretorius e o baterista Felipe Lemos, forma os Aborto Elétrico, o primeiro embrião dos Legião Urbana. Em 1980, com 20 anos, realiza o primeiro espetáculo com músicas suas, no bar Só Cana, em Brasília. Nessa fase, André Pretorius deixa a banda e são recrutados Flávio Lemos e Ico Ouro Preto. O projeto terminaria no ano seguinte, na sequência de divisões internas e Renato começa a compor individualmente com mais assiduidade, tocando e cantando sozinho em alguns bares. Em 1982, com Marcelo Bonfá, funda os Legião Urbana, com Eduardo Paraná e Ico Ouro Preto. Este sairia em 1983, sendo substituído por Dado Villa-Lobos. Com o crescente êxito dos Legião Urbana, especialmente depois da gravação de "Química" (escrita por Renato) no primeiro álbum dos Paralamas do Sucesso, a banda começa a ser solicitada para atuar nos palcos mais relevantes do Rio, como o Circo Voador. O corolário seria o contrato com a EMI, em 1984. Seguiram-se diversas edições discográficas de sucesso, dando à banda o estatuto de maior protagonista rock do Brasil. Quatro Estações, álbum de 1989, venderia mais de um milhão de cópias. Nessa altura, Renato Russo enfrentava alguns problemas de drogas e álcool, cancelando a digressão de promoção do disco V (1991), dos Legião Urbana. O primeiro disco a solo, depois do êxito de Acústico MTV, foi um álbum com 21 músicas em inglês, cujas receitas de vendas seriam doadas a uma instituição de caridade. Em 1995, dá-se a última atuação ao vivo dos Legião Urbana. Dividido entre as gravações do segundo disco a solo e o álbum A Tempestade, dos Legião Urbana, o ano de 1996 seria trágico para Renato Russo. No dia 11 de outubro, o músico é encontrado sem vida no seu apartamento carioca. A sua obra e a dos Legião Urbana seria alvo de algumas reedições nos anos seguintes. Além do percurso discográfico, Renato deixava quatro livros publicados, tocando temas tão variados como as drogas, a homossexualidade (incluindo a sua própria) e a política.


Discografia
1994, The Stonewall Celebration Concert
1995, Equilíbrio Distante
1997, O Último Solo
2003, Presente


1

2

3

4

5