Artigos de apoio

sínquise

Figura de construção que consiste numa inversão sintática da ordem linear das palavras na frase, inversão essa ainda mais exagerada que a que é realizada pela anástrofe e pelo hipérbato. Na poesia portuguesa renascentista de influência italiana, a sínquise poderia ser usada por necessidades de versificação. Em outros casos mais recentes poderá ter um efeito de obscurecimento intencional do sentido da frase, a par de um efeito de surpresa pela habilidade da construção. Segue-se um exemplo que parece enquadrar-se no primeiro caso, ou seja, que parece ser motivado por necessidades métricas de construção do verso:

"(...)
Per força, de Judita foi marido
O férreo Balduíno; mas dispensa
Carlos, pai dela, posto em cousas grandes,
Que viva e povoador seja de Frandes.
"
(Camões, Os Lusíadas, X, 49)

[Ordem dos últimos quatro versos: o férreo Balduíno foi marido de Judita pela força. Mas Carlos, pai de Judita, não manda matar Balduíno ("dispensa que viva"), mas antes lhe concede o reino da Flandres (que seja povoador de Frandes).]

1

2

3

4

5