Artigos de apoio

solstícios e equinócios
Há historicamente quatro dias no ano que têm especial significado no movimento anual da luz do Sol e que são importantes para o ciclo climático.

No dia 21 ou 22 de junho, a Terra está em posição tal que a direção norte do seu eixo está inclinada 23,5o em direção ao Sol. Nesta altura os raios verticais do Sol incidem com a inclinação de 23,5o de latitude norte (23,5o a norte do equador), latitude a que se encontra o trópico de Câncer.

Para as populações do hemisfério Norte o dia 21 ou 22 de junho é conhecido como o dia do solstício de verão.

Seis meses depois, em 21 ou 22 de dezembro, a Terra encontra-se em posição oposta, com os raios solares verticais a fazerem um ângulo de 23,5o de latitude sul. Este paralelo é conhecido como trópico de Capricórnio.

Para as populações do hemisfério Norte o dia 21 ou 22 de dezembro é conhecido como o dia do solstício de inverno. Contudo, na mesma altura para a população do hemisfério Sul ocorre o solstício de verão.

Entre os solstícios estão os equinócios. O dia 22 ou 23 de setembro é a data do equinócio de outono no hemisfério Norte, o dia 21 ou 22 de março é a data do equinócio da primavera.

Nestas datas os raios solares verticais atingem o equador (zero graus de latitude).

A duração do dia e da noite é também determinada pela posição da Terra em órbita. A duração do dia, em 21 ou 22 de junho, solstício de verão no hemisfério Norte, é maior do que a duração da noite.

O contrário é verdadeiro para o solstício de inverno em que a noite é mais longa do que o dia.

Durante um equinócio (significa "noite igual") o tamanho dos dias é de 12 horas em toda a parte, porque o círculo de iluminação passa diretamente nos polos dividindo as latitudes a meio.
Como referenciar: in Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2016. [consult. 2016-09-25 02:59:57]. Disponível na Internet: