Artigos de apoio

teoria da tensão-coesão-adesão

Teoria segundo a qual o transporte da seiva xilémica nas plantas vasculares é explicada pela dinâmica criada por dois fenómenos relacionados: a transpiração estomática, a nível foliar, e a absorção radicular.
A teoria da tensão-coesão-adesão defende que o transporte de água e solutos da raiz para os restantes órgãos da planta deve-se a vários processos que ocorrem de forma sequencial. A transpiração põe em movimento este transporte. A perda de água traduz-se num défice que cria uma força de tensão que se propaga ao xilema e deste às células da raiz, promovendo a absorção de água ao nível da raiz. As moléculas de água, por ação de forças de coesão, unem-se por pontes de hidrogénio, facilitando a sua ascensão em coluna no xilema. Por ação de forças de adesão, estabelecem-se ligações entre as paredes do xilema e as moléculas de água, que também facilitam a ascensão da coluna de água.
A coluna contínua em que a água ascende nos vasos xilémicos é denominada corrente de transpiração.

1

2

3

4

5