Artigos de apoio

toxicomania

Toxicomania é traduzida pela "vontade" anormal e prolongada de ingestão de substâncias tóxicas ou drogas que determinados indivíduos exibem. Esta vontade torna-se rapidamente num hábito e origina quase inevitavelmente o aumento progressivo das doses ingeridas.
As drogas, no sentido amplo do termo, são quaisquer substâncias naturais ou de síntese (fabricadas pelo homem) que ao serem absorvidas pelo organismo humano, provocam dependência e alterações físicas e/ou psicológicas. As substâncias tóxicas também têm o poder de provocar no organismo uma certa degradação física e/ou mental.
As toxicomanias podem ser divididas em duas grandes categorias: em drogas leves ou toxicomanias menores (como, por exemplo, cannabis, álcool, tabaco, café, etc.) e em drogas pesadas ou toxicomanias maiores (como, por exemplo, heroína e cocaína).
São várias as razões para que se chegue a toxicómano, desde as justificadas pelas dores insuportáveis dos cancerosos ou outro tipo de doentes, a razões de desgostos, mortes ou até timidez, por recusa do mundo tal como está organizado, como forma de contestação ou ainda, e principalmente, pelo facto de as famílias dos toxicómanos serem desunidas e agressivas e não demonstrarem qualquer afeto ou emoção pelos membros que as constituem.
Uma outra razão em especial é o fenómeno da contaminação, ou seja, "uns puxam os outros" pois numerosas entradas na toxicomania são explicadas pela pressão dos grupos aos seus elementos.
No estudo das toxicomanias existem dois conceitos muito importantes: o conceito de sintoma de tolerância e de síndroma de abstinência. O primeiro é explicado como a resposta do nosso organismo a uma agressão externa (o consumo da droga ou toxina) que destrói o equilibrado e saudável funcionamento do organismo. Deste modo, a tolerância conduz a um aumento crescente das doses iniciais a fim de reequilibrar o organismo tentando encontrar a sensação inicialmente procurada. O segundo, o síndroma de abstinência, traduz-se no estado de privação do indivíduo das drogas e produtos habitualmente ingeridos.
Cada tipo de droga e cada tipo de substância tóxica produz determinados efeitos e sintomas específicos nos indivíduos. Deste modo, também os tratamentos são muito concretos, dependendo de cada pessoa, do seu historial de consumo de drogas e do seu estado de saúde. Contudo todo o processo terapêutico implica geralmente a passagem por duas fases diferentes: parar com os consumos tóxicos e reaprender a viver sem drogas. Para tal, os toxicómanos devem ser afastados dos locais de consumo e dos consumidores em geral e, em particular, devem executar um novo projeto de vida.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-21 20:48:35]. Disponível na Internet: