Artigos de apoio

véu (mitologia)

O símbolo do véu tem um significado duplo e aparentemente incoerente já que pode ser tanto uma forma de revelar ocultando ou uma forma de ocultar revelando. Tudo o que é oculto em parte, como a maior parte dos mistérios, convidam ao conhecimento. Por outro lado, tudo que é demasiado revelado pode-o ser para deliberadamente ocultar algo.
Na religião cristã "tomar o véu" significa um afastamento do mundo e uma aproximação de Deus, mas o véu também cobre, nas religiões de tradição semita, o rosto de Deus e foi por esta razão que Moisés cobriu o seu rosto quando falou na Palavra de Deus ao povo hebreu. O ocultar do rosto por detrás do véu é tanto na cultura islâmica em relação às mulheres como na cultura cristã em relação às freiras uma forma de ocultação da sua sexualidade.
Em árabe a palavra hijab significa véu e também a separação de duas coisas e, segundo a tradição, Deus falava através de um véu. Muitos dos tratados sufis tinham o título de Desvelamento, Kashf, no sentido da revelação da verdade divina no afastar do "véu" dos sentidos que impede a perceção da verdadeira realidade. Os muçulmanos diziam que o rosto de Deus era oculto por sete mil véus de luz e de trevas dado que o olhar direto e puro de Deus consumiria tudo o que alcançasse. O Islão acredita que Deus concedeu aos seres humanos um véu que os protege da realidade que, como o Sol, pode simultaneamente revelar e cegar.
Na tradição hebraica, o Templo de Jerusalém tinha um véu que separava o Santo do Santo dos Santos e que se rasgou no momento da morte de Cristo, segundo a tradição cristã. No budismo o "véu" é simbolizado pelo Maia que simultaneamente encobre e revela a realidade pura.
A conotação sagrada do véu fez com que este objeto fizesse parte dos acessórios de muitas dinastias que se julgavam de origem divina. Foi o caso dos imperadores da China que recebiam as suas visitas por detrás de um véu, podendo, tal como as divindades, ver sem serem vistos. Outros reis chamavam véu ao seu camareiro que transmitia as suas ordens, já que este era o intermediário da sua vontade.
A Deusa dos tempos antigos apresentava-se velada quando representava o futuro e as pessoas acreditavam que quem olhasse para além do véu podia presenciar a sua própria morte. A Deusa era representada também ocultada por sete véus, que simbolizavam as esferas planetárias para além das quais se escondia o verdadeiro rosto da Deusa. Este era o significado dos sete véus de Salomé, a sacerdotisa da deusa Istar que, assim como a divindade egípcia Ísis, tinha o seu ritual ligado ao uso dos véus.


1

2

3

4

5