Artigos de apoio

zinco

O zinco (Zn) é um elemento químico metálico pertencente à classe dos metais de transição, bivalente e de cor branco-azulada, que se localiza no grupo 12 e período 4 da Tabela Periódica.
Possui número atómico 30 e massa atómica 65,409.
O zinco foi descoberto em 1746, na Alemanha, pelo cientista Andreas Marggraf.
O nome zinco deriva do alemão zink.
O zinco encontra-se na Natureza unicamente em estado combinado. Os minerais mais frequentes são a esfarelite ou blenda de zinco, que é um sulfureto de zinco (ZnS), assim como a calamina, de composição complexa, tratando-se de um carbonato-silicato hidratado.
A obtenção do zinco faz-se por via seca, através da redução do óxido de zinco obtido por calcinação da blenda ou por aquecimento do espato, utilizando carvão em mufla, formando-se vapor de zinco, que destila e condensa em recipientes apropriados.
O zinco bruto assim obtido contém impurezas como chumbo, ferro e cádmio, dos quais é separado por destilação fracionada ou por eletrólise.
No processo de obtenção do zinco por via húmida, o minério depois de calcinado é lixiviado com ácido sulfúrico e a solução de sulfato resultante é submetida a eletrólise. Desta forma consegue-se um metal com elevado grau de pureza.
O zinco puro é um metal branco-azulado, com um ponto de fusão de 419 ºC e um ponto de ebulição de 906 ºC. É usado em ligas com cobre (latão e bronzes). Utiliza-se ainda para recobrir o ferro (galvanizado) e, numa liga com 1% de cobre e 0,1% de titânio, como cobertura de telhados.
Se se submergir o zinco em ácido clorídrico, obtém-se cloreto de zinco (ZnCl2) com libertação de hidrogénio. Um composto importante é o óxido de zinco (ZnO) que, com o nome de "branco de zinco", se utiliza como pigmento. Outro sal, o sulfureto de zinco, caracteriza-se pela propriedade de continuar a brilhar na escuridão, depois de ter sido exposto à luz, e emitir luz visível quando sobre ele incide luz ultravioleta ou raios X. Por estas razões, é utilizado para fabricar alvos fluorescentes ou para tornar visíveis os raios X e as emissões radioativas.
O zinco utiliza-se ainda no fabrico de pilhas secas e como estabilizador de polímeros.


1

2

3

4

5