Artigos de apoio

alofone

Variante fonética de um fonema. Os alofones são as realizações fonéticas de um mesmo fonema, variação essa que é condicionada por fatores contextuais (inerentes à vizinhança fonética ou coarticulação), dialetais (em função da variedade geográfica que é falada) ou que simplesmente decorre de opções estilísticas individuais.
São exemplos de alofones condicionados pelo contexto, as realizações do fonema /s/ marca de plural, que se realiza através de três fones diferentes, do seguinte modo:

- [S] antes de consoante surda ou em posição final absoluta: <olhos pretos>
- [Z] antes de consoante sonora: <olhos verdes>
- [z] antes de vogal: <olhos azuis>.

Assim, [S], [Z] e [z] constituem alofones ou variantes fonéticas do fonema /s/ marca de plural, ocorrência que pode ser descrita através de regras fonológicas.
São exemplos de alofones condicionados pela variante dialetal as realizações fonéticas do grafema <ch-> e do correspondente fonema /S/, em algumas regiões do nordeste de Portugal, que são articulados quer como uma africada [tS] em <chapéu>, por constraste com uma articulação palatal simples [S] na variante do português padrão. Assim, dialetalmente podemos dizer que [tS] e [S] são alofones do fonema /S/.
Constituem ainda exemplos de variantes estilísticas ou livres, por resultarem de opções individuais, as realizações do fonema /R/ através dos alofones [R] (vibrante uvular múltipla) ou [ÿ] (vibrante alveolar múltipla), em palavras como <rodar> ou <arrancar>.

1

2

3

4

5