Artigos de apoio

anomia social

O desenvolvimento económico depende de variáveis sociológicas, uma das quais é o nível de anomia de uma sociedade. O conceito foi difundido pelo sociólogo norte-americano Robert K. Merton, a partir do de estrutura social, onde existe um nível de anomia. Por estrutura social entenda-se a configuração da organização interna de qualquer grupo social. A anomia social, como já Émile Durkheim recordava, refere-se pois ao grau em que as partes que compõem a estrutura social estão integradas. A estrutura social é determinada, em boa parte, pelas metas a atingir pelos indivíduos (ser rico, famoso, culto...) e pelas regras para as atingir (leis, costumes...).
A anomia surge quando as normas de conduta estabelecidas como regras pela sociedade para se alcançar metas sociais não estão devidamente integradas nestas. A anomia ocorre pois quando os indivíduos se sentem incitados a violar as normas para poder alcançar as metas. Também poderá surgir anomia social, ainda segundo Merton, quando a cultura der mais importância ao alcance das metas (os valores que definem as metas) do que às normas sociais ou regras para se atingirem aquelas de modo legítimo (valores que definem as normas sociais). Assim, quando os grupos sociais aceitam aquele que atinge as metas sociais, mesmo matando ou por outros meios ilícitos, está-se a fomentar o estado de anomia na sociedade. O termo anomia é assim usado para explicar os desvios face às normas sociais por parte de certos grupos (condutas desviadas anormais), como no caso dos Estados Unidos, onde Merton aplicou a sua teoria. Nos países menos desenvolvidos, porém, a conduta desviada dos valores da sociedade é mais norma do que exceção. Nestes, o nível de anomia social é maior do que nos países mais desenvolvidos, onde há mais falhas nos sistemas judiciais e maiores possibilidades de se "burlar" as leis, embora o mesmo não deixe de ocorrer no mundo desenvolvido. A corrupção aumenta também a anomia social, que é por isso causada pela falta de capacidade de travar, pela sociedade, aqueles que violam normas para alcançar metas.
Também se pode entender por anomia social quando nos referimos a situações em que as instituições sociais utilizadas para que se faça cumprir as leis falhem nos seus objetivos, como as polícias, os tribunais, as prisões. Quanto maior for a incapacidade das instituições para fazer com que se cumpram as leis maior é o grau de anomia social. Quando não se consegue cumprir a lei, não há integração possível entre as metas e as normas sociais, surgindo a anomia social.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-22 16:17:10]. Disponível na Internet: