Artigos de apoio

categoria taxonómica

A categoria taxonómica, também designada táxon, é qualquer grupo taxonómico de qualquer grau, criado de acordo com as regras de nomenclatura para a classificação dos seres vivos.
As categorias taxonómicas integram um sistema hierárquico de classificação (hierarquia taxonómica), proposto por Lineu. Este é um sistema de ordenação em que os seres vivos são agrupados numa série ascendente.
Da espécie ao reino aumenta o número de organismos agrupados em cada nível taxonómico, mas o grau de parentesco entre eles vai diminuindo.
Os principais taxa (plural de táxon) são, regra geral, sete: a espécie, o género, a família, a ordem, a classe, o filo e o reino.
A espécie constitui a unidade básica de classificação. Trata-se do único grupo taxonómico natural, uma vez que os organismos da mesma espécie se encontram isolados reprodutivamente dos indivíduos de espécies diferentes. Os restantes taxa são agrupamentos artificiais criados pelo Homem.
As espécies semelhantes são agrupadas em géneros e estes agrupam-se em famílias. As famílias são agrupadas em ordens e as ordens em classes. O filo (termo geralmente utilizado em zoologia) e a divisão (termo geralmente utilizado em botânica) são grupos taxonómicos superiores às classes. O reino é a categoria taxonómica mais ampla.
No sistema hierárquico de classificação podem existir categorias taxonómicas intermédias, as quais são indicadas com os prefixos super, sub e infra.
Nos sistemas de classificação filogenéticos, as categorias taxonómicas são constituídas de forma a refletir linhagens evolutivas. Assim, considera-se que dois seres vivos são tanto mais próximos quanto maior for o número de taxa comuns a que pertencem.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-22 06:20:07]. Disponível na Internet: