Artigos de apoio

escala Kelvin

A escala Kelvin, também designada por escala absoluta ou por escala de temperatura prática internacional, designação esta atribuída em 1968, é uma escala concebida com o objetivo de se encontrar o mais possível de acordo com a temperatura termodinâmica e vem expressa em unidades de temperatura termodinâmica, o Kelvin, de símbolo K.
Um Kelvin é definido como a fração 1/273,16 da temperatura termodinâmica do ponto triplo da água. A magnitude do Kelvin é igual à do grau Celsius, mas a temperatura expressa em graus Celsius é numericamente igual à temperatura em Kelvin menos 273,15, isto é: ºC = K-273,15.
Esta unidade possui o nome do físico britânico que a descobriu: Lord Kelvin (William Thomson Kelvin).
Esta escala é constituída por onze pontos fixos: ponto triplo do hidrogénio em equilíbrio (13,81 K); temperatura do hidrogénio em equilíbrio quando a sua pressão de vapor é 25/76 da pressão atmosférica normal (17,042 K); ponto de ebulição do hidrogénio em equilíbrio (20,28 K); ponto de ebulição do néon (27,102 K); ponto triplo do oxigénio (54,361 K); ponto de ebulição do oxigénio (90,188 K); ponto triplo da água (273,16 K); ponto de ebulição da água (373,15 K); ponto de fusão do zinco (692,73 K); ponto de fusão da prata (1235,08 K) e ponto de fusão do ouro (1337,58 K), que constituem uma escala e que foram determinados por instrumentos específicos por interpolação entre eles. Acima do ponto de fusão do ouro usa-se um pirómetro de radiação baseado na lei de Planck da radiação.

1

2

3

4

5