Artigos de apoio

isolamento (psicologia)

Isolamento é um mecanismo de defesa descrito por Freud, que consiste em isolar, isto é, em separar um pensamento ou uma ação do seu contexto geral.
Este mecanismo está habitualmente presente na neurose obsessiva e traduz-se em atitudes que pretendem diminuir a ansiedade que o sujeito sente perante certos sentimentos.
O obsessivo-compulsivo separa o afeto da ideação, de tal forma que uma recordação traumática pode ser evocada mas destituída de qualquer sentimento intenso.
Assim, o obsessivo faz rituais, compulsões sistemáticas para romper com as ideias que o perturbam. Nesse momento é como se houvesse um hiato no curso dos seus pensamentos e dos seus atos. O isolamento muitas vezes está associado com a intelectualização, que realiza uma função semelhante, a de evitação do afeto.

Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-21 16:32:42]. Disponível na Internet: