Artigos de apoio

ligação polar

Uma ligação covalente entre dois átomos diferentes é sempre polar.
No caso de uma molécula diatómica formada a partir de dois átomos diferentes a nuvem eletrónica respeitante à ligação química é, normalmente, assimétrica, o que significa que os eletrões da ligação química se encontram mais próximos de um dos átomos.
Desta forma, do lado de um dos átomos, a molécula apresenta um acréscimo de carga elétrica negativa, enquanto que na zona oposta há deficiência de carga elétrica negativa.
A designação polar resulta do facto da molécula apresentar dois polos elétricos: um negativo que se representa pelo símbolo d- e outro positivo que se representa pelo símbolo d+. Esta ligação covalente é polar, constituindo um dipolo elétrico.
A polaridade de uma ligação covalente pode ser representada através de um vetor designado momento dipolar, orientado do polo positivo para o polo negativo da ligação.
Tal como as ligações covalentes são polares ou apolares, as moléculas que através delas se formam também podem ser polares ou não.
Para se avaliar a polaridade de um molécula poliatómica (com mais de dois átomos) é necessário ter em conta a sua geometria e o conjunto de eventuais ligações polares que a formam. Nomeadamente, deve verificar-se se os diferentes momentos dipolares se anulam ou não. Uma molécula poliatómica é polar quando a soma vetorial dos momentos dipolares das várias ligações é diferente de zero.
Um exemplo importante de molécula polar é o da água. Devido à diferença de eletronegatividade entre o oxigénio e o hidrogénio, as duas ligações covalentes simples da molécula de água são fortemente polares e a disposição espacial dos pares eletrónicos não possibilita que os momentos dipolares se anulem. Assim, a molécula de água é polar.
Outro exemplo de substância formada por moléculas polares é o amoníaco. As três ligações covalentes simples são polares e o polo negativo de qualquer destas ligações encontra-se localizado no átomo de azoto. A soma vetorial dos momentos dipolares origina um momento dipolar diferente de zero, pelo que a molécula em questão é polar.

1

2

3

4

5