Artigos de apoio

propriedades dos sais hidratados

Os sais, na sua forma anidra ou hidratada, para além das respetivas fórmulas químicas possuem propriedades que lhes conferem algumas particularidades permitindo, deste modo, serem distinguidos. Entre distinguem-se, pela sua importância, as propriedades dos sais em relação à forma como estes interagem com a água do meio ambiente no estado gasoso (vapor de água).
A primeira propriedade é a higroscopia. Esta é característica dos sais anidros e traduz a tendência de alguns para absorver a humidade do ar circundante, sem no entanto se dissolverem nele.
O sulfato de cobre (II) anidro (pó branco) é um exemplo de um sal higroscópico que, na presença de humidade, se transforma num pó azul.
O perclorato de magnésio e o cloreto de cálcio anidro são também exemplos vulgarmente conhecidos de sais com propriedades higroscópicas.
A deliquescência é outra das propriedades dos sais anidros e de alguns sais hidratados. Esta traduz um caso extremo de higroscopia segundo a qual os sais absorvem a humidade do ar, dissolvendo-se nela. O sal absorve tanta humidade que apresenta um aspeto "molhado". O cloreto de cálcio diidratado apresenta esta propriedade.
Finalmente, a eflorescência é uma propriedade característica dos sais hidratados e consiste na libertação de moléculas de água por exposição dos sais ao ar. Os sais perdem toda ou parte da sua água de cristalização, tornando-se pulverulentos (pó seco). O carbonato de sódio hidratado, o sulfato de cobre pentaidratado e o cloreto de cobalto (II) são sais eflorescentes. Este último, é utilizado em exsicadores como agente exsicante.
Como referenciar: in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014. [consult. 2014-12-21 13:30:05]. Disponível na Internet: