Artigos de apoio

quartzo

O quartzo é um mineral de composição química SiO2 (sílica), na proporção de 46,7% de Si e 53,3% de O. É um composto químico quase puro e tem propriedades constantes. Contudo, análises espetrográficas têm revelado que até os cristais quase perfeitos contêm impurezas de lítio, sódio, potássio, alumínio, manganésio e titânio, podendo observar-se, com técnicas muito específicas, que as propriedades físicas variam com a presença destas impurezas.
O quartzo é o sétimo termo da escala de Mohs (dureza 7), com fratura concoidal e brilho vítreo. É frequentemente corado por diversas impurezas, o que lhe confere uma grande variedade de cores. A cor é a responsável pelas diversas variedades. Tem fortes propriedades piezoelétricas e piroelétricas.Existe uma grande variedade de formas de quartzo, que são designadas em função de alguma ou algumas das propriedades físicas. As variedades mais importantes são as seguintes:
- quartzo hialino ou cristal de rocha, que é incolor e ocorre geralmente em cristais independentes;
- quartzo ametista corado de cor púrpura ou violeta, resultante da existência de uma impureza de ferro (Fe3+);
- quartzo róseo, cristalino, geralmente sem a forma de cristal euédrico, de cor avermelhada ou rosa. A impureza responsável pela cor parece ser, em muito pequenas quantidades, o titânio;
- quartzo fumado, que ocorre frequentemente em cristais de cor amarelo fumado, castanho ou quase negro. A cor escura parece ser resultado da exposição a substâncias radioativas;
- quartzo leitoso, de cor branco leitoso, devido a inclusões fluídicas em pequena quantidade.
Além destas variedades cristalinas em que os cristais podem ser observados à vista desarmada, existem variedades criptocristalinas, cujos cristais só são visíveis ao microscópio. Nestas variedades distingue-se a calcedónia, que é uma variedade de cor parda ou cinzenta, translúcida, com brilho de cera, apresentando formas botrioides ou outras. A calcedónia resulta da precipitação de substâncias dissolvidas e frequentemente preenche as cavidades das rochas. A cor e formação de camadas permite distinguir as seguintes variedades: cornalina, calcedónia com cor vermelha; crisoprásio, que é uma calcedónia de cor verde em consequência de conter óxido de níquel; ágata, variedade com semelhanças com o jaspe, apresentando camadas alternadas de calcedónia e opala ou quartzo. As diversas cores dispõem-se, em geral, em camadas paralelas finas, geralmente curvas e em alguns exemplares concêntricas. Muitas ágatas aparecem no comércio coradas artificialmente. Outra variedade de calcedónia são o heliotropo ou pedra de sangue, que é de cor verde com pequenos pontos vermelhos, e o ónix, que se apresenta em camadas dispostas em planos paralelos. São ainda variedades de calcedónia o crisoprásio, o jaspe, o prásio, a sardoína, etc.
O quartzo aparece como constituinte importante de rochas ácidas, granitos e riólitos. É extraordinariamente resistente a alterações mecânicas ou químicas. Também se encontra em rochas metamórficas como a gneisse e o micaxisto, e é, quase exclusivamente, o mineral dos quartzitos siliciosos. Nas rochas, o quartzo aparece associado principalmente com o feldspato e mica, e nos filões aparece associado aos mais diversos minerais.
O quartzo tem larga aplicação, como material de adorno, como fundente, como abrasivo, etc. É também utilizado em aparelhos óticos e eletrónicos.

1

2

3

4

5