A Cidade do Vício

Segundo volume de contos de Fialho de Almeida, de 1882, quase todos situados em espaços rústicos, que servem de cenário para quadros naturalistas-simbolistas (como a cena da mãe ovelha a velar o borrego morto em "Mater dolorosa") ou ações concisas, fortemente dramáticas (como em "Os novilhos").
Como referenciar: A Cidade do Vício in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-09 15:52:59]. Disponível na Internet: