A Estratégia do Cinismo

As duas peças reunidas neste livro de Carlos Coutinho, A Estratégia do Cinismo e O Jantar do Comissário, publicado em 1977, correspondem ao segundo volume de Teatro de Circunstância, completando um ciclo de teatro definido, no primeiro volume, como "teatro político para consumo imediato", ou, como reafirma neste volume, "teatro necessário" que corresponde a um "tempo necessário". Teatro do quotidiano, dinamizado pela tentativa de surpreender o contexto em que as personagens se situam, surpreendê-las "na sua quotidianeidade, na linguagem e nos gestos estereotipados de que se tece o seu dia a dia" (cf. REBELLO, Luís Francisco, prefácio a A Estratégia do Cinismo, Lisboa, 1977), nesta peça, Carlos Coutinho combina a desmontagem do absurdo quotidiano com a denúncia da situação sociopolítica do pós-25 de abril. Focalizando o quotidiano conjugal, o azedume que cresce na relação entre Fernando e Helena, a primeira peça desenvolve-se a partir de um interrogatório que permite a retrospetiva da situação existencial que conduziu o réu, Fernando, acossado pela miséria e enlouquecido por uma relação amorosa frustrada, a tentar matar um pasteleiro que o acusara de roubar um jornal; ao mesmo tempo que a materialização dessas retrospetivas acentua a oposição entre o otimismo de Helena e a desistência de Fernando. A segunda peça formula uma crítica aos que desesperadamente tentavam perpetuar um passado de autoritarismo, transposto aqui para uma cena familiar de um comissário que submete a interrogatório e tortura a filha por ela ter participado num plenário. Eivadas de um realismo ao nível da linguagem e das situações, com alusões a factos históricos concretos, é pela "introdução da dialética no quotidiano que o aparente naturalismo destes textos se transmuda em autêntico realismo: porque eles não se limitam a descrever uma dada realidade, imobilizando-a [...] mas ao integrá-la num processo dinâmico, ao mostrá-la como mutável, apontam para a necessidade da sua efetiva mudança." (id. ibi., p. 15).
Como referenciar: A Estratégia do Cinismo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-09 21:55:35]. Disponível na Internet: