Artigos de apoio

A Mulher de Luto

Poema de Gomes Leal, datado de 1902, dedicado à memória de sua irmã, Maria Fausta, falecida em 1875. Trata-se da narração em verso de um processo "ruidoso e singular", rodeado de mistério e de ocultismo, de que o autor diz ter tido conhecimento em Madrid, quando assistiu às bodas de D. Afonso XII. No prefácio, Gomes Leal faz questão de sublinhar a autenticidade do caso, afirmando ter-se limitado a dar aos factos "a forma mnemónica da rima".
Como referenciar: A Mulher de Luto in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-02-20 11:55:39]. Disponível na Internet: