A Senhora da Paz

Comédia num ato, de Cipriano Jardim, datada de 1912, cujos protagonistas são Miguel e Maria, casados, que têm pais com credos políticos opostos: o dela, Bernardo, é liberal; o dele, Raimundo, é miguelista. Com sensatez e astúcia, Maria opera a reconciliação entre ambos, tornando-se uma autêntica senhora da paz.
Como referenciar: Porto Editora – A Senhora da Paz na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-24 23:30:06]. Disponível em