A Volta ao Mundo em 80 Dias

Romance de Júlio Verne, cujo título original é Le Tour du Monde en Quatre-vingts Jours, publicado em 1873, sendo um dos mais conhecidos livros do escritor francês.
A ação centra-se na figura de Phileas Fogg, um aristocrata inglês que morava em Londres, onde mantinha uma inalterável e tranquila rotina diária. Um dia, no Reform Club, que habitualmente frequentava, o aristocrata comenta com os presentes o roubo de cinquenta e cinco mil libras a um banco londrino. Dado o desaparecimento do ladrão, Fogg defende que o gatuno poderia estar em qualquer parte do mundo, pois, considerava que era possível dar a volta ao mundo em oitenta dias. Os ouvintes acham a proeza inconcebível. Para prová-la, Fogg aposta vinte mil libras em como consegue, dentro daquele prazo, realizar a viagem.
Parte então com o seu criado francês, Jean Passepartout. Durante a viagem, vivem inúmeras peripécias, percorrem vários países e conhecem Aouda, uma mulher por quem Fogg se apaixona e que levam posteriormente para Londres. Após inúmeras aventuras, chegam ao Reform Club, onde são esperados pelos sócios ansiosos, poucos segundos antes de expirar o tempo previsto, e são reconhecidos como vencedores.
O romance foi adaptado para cinema. Destacam-se os filmes, com título homónimo, de Michael Anderson, realizado em 1956 e vencedor de cinco Óscares, e o filme de Frank Coraci, lançado em 2004.
Como referenciar: A Volta ao Mundo em 80 Dias in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 05:07:19]. Disponível na Internet: