A. Manette Ansay

Escritora norte-americana, A. Manette Ansay nasceu no ano de 1964 em Lapeer, nas cercanias de Detroit, no estado do Michigan. Aos cinco anos de idade acompanhou a família na mudança para Port Washington, no estado do Wisconsin. Frequentando a escola local, começou também a ter aulas de piano.
Depois de ter concluído os seus estudos na Escola Secundária de Port Washington, em 1982, frequentou a Universidade de Wisconsin e o Conservatório Peabody, sendo forçada a interromper os seus estudos em 1984 devido a uma doença que afetou a sua capacidade muscular.
Imobilizada até 1987, altura em que pôde começar a deslocar-se com o auxílio de uma cadeira de rodas, procurou uma maneira de se tornar independente. Escrevendo poesia, foi encorajada a tentar a prosa.
Em 1988 teve notícia de ter ganho uma bolsa de estudos para a Conferência de Escritores da Universidade do Maine do Sul, que se revelou ser o patrocínio de uma senhora idosa que decidiu investir no seu talento. Como resultado dessa experiência, candidatou-se à Universidade de Cornell, sendo admitida no ano seguinte.
Licenciando-se em 1991, aceitou o convite para lecionar na universidade, onde permaneceu durante um ano, passando depois a ocupar as funções de escritora residente na Academia Phillips Exeter. Em 1993 foi nomeada professora assistente na Universidade Vanderbilt, em Nashville.
Publicou o seu primeiro romance em 1994, com o título Vinegar Hill, e no ano seguinte a sua primeira coletânea de contos Read This And Tell Me What It Says (1995).
Em 1997 abandonou o seu cargo na Universidade Vanderbilt para se dedicar por inteiro à escrita, prosseguindo, no entanto, a sua carreira docente como escritora convidada em diversas instituições de ensino superior.
Publicou River Angel em 1998, mas só no ano seguinte ganhou popularidade como romancista, com o aparecimento de Midnight Champagne (1999), obra finalista na atribuição do Prémio do National Book Critics Circle, e que obteve grande divulgação pelo popular programa de televisão mantido por Oprah Winfrey. O público em geral identificou-se bastante com a realidade rural e profundamente religiosa que a autora propunha.
No ano de 2001 publicou Limbo, que veio confirmar o sucesso da sua carreira, recompensada com vários prémios literários de gabarito.
Como referenciar: Porto Editora – A. Manette Ansay na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-25 02:55:05]. Disponível em