abulia

Abulia é uma deterioração mais ou menos evidente da vontade de atuar, que se traduz na indecisão, na incapacidade para conceber ou concretizar ações e tomar decisões. O abúlico revela falta de interesse e de motivação, sentimento de impotência, dando a impressão de estar sempre cansado.
Conceptualmente, em psiquiatria, a abulia apresenta-se como a falta absoluta de vontade, a ausência de desejos e decisões, com o desinteresse afetivo e apagamento do pensamento volitivo. Na teoria psicanalítica, o significado de abulia pode aproximar-se do conceito de inibição, pois implica uma inibição para a ação. É possível encontrar diferentes tipos patológicos de abulia: a neurasténica, a esquizofrénica, a melancólica e a catatónica.
A abulia neurasténica resulta de uma resistência psíquica que angustia o paciente e se revela na incapacidade de tomar decisões para atuar; a abulia esquizofrénica traduz-se numa grande indiferença afetiva que produz uma carência de desejos e intenções; a abulia melancólica caracteriza-se pela existência de impulsos para atuar que depressa desaparecem devido a um intenso sentimento de impotência; a abulia catatónica revela-se pela ambivalência negativa que gera automaticamente a tendência contrária quando acontece um impulso, espontâneo ou sugerido, para atuar.
Fernando Pessoa, por exemplo, tal como Álvaro de Campos, sentiu o fenómeno da abulia neurasténica. Na Carta a Adolfo Casais Monteiro, sobre a heteronímia, afirma: "Não sei se sou simplesmente histérico, se sou, mais propriamente, um histero-neurasténico. Tendo para esta segunda hipótese, porque há em mim fenómenos de abulia que a histeria, propriamente dita, não enquadra no registo dos seus sintomas."
Como referenciar: abulia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-20 03:54:59]. Disponível na Internet: