acumulador

Um acumulador é um aparelho que armazena quimicamente energia elétrica através da passagem de corrente contínua através deste. Este funciona como uma espécie de pilha ou bateria que pode ser recarregada.
Os acumuladores mais comuns são os acumuladores chumbo-ácido e os acumuladores de níquel-ferro.
O acumulador chumbo-ácido é constituído por elétrodos de chumbo mergulhados numa solução de ácido sulfúrico diluído (eletrólito). Os elétrodos são constituídos por uma liga de chumbo que contém 7 a 12% de antimónio que tem como função aumentar a dureza e a resistência à corrosão.
Quando se colocam os elétrodos dentro do eletrólito forma-se uma corrente que se desloca através do sistema assim constituído convertendo-se o óxido de chumbo (PbO), na placa negativa (cátodo) em chumbo metálico finamente dividido. A placa positiva (ânodo), de óxido de chumbo, é convertida em óxido de chumbo (IV).
Durante a descarga ambos os elétrodos passam a sulfato de chumbo (PbSO4).
A força eletromotriz (f.e.m) de cada elemento de pilha é de cerca de 2 V (volt).
Nos motores de certos automóveis são usadas baterias de 12 V, com seis elementos de pilha.
O rendimento de um acumulador chumbo-ácido é de 75 a 90%, dependendo do valor da corrente de descarga.
Um acumulador de níquel-ferro, também designado por pilha de Edison em homenagem ao seu inventor Thomas Edison (1847-1931) é constituído por uma placa positiva (ânodo) de óxido de níquel e uma placa negativa (cátodo) de ferro. O eletrólito é hidróxido de potássio.
Este acumulador apresenta um rendimento de 57% para um valor de tensão de 1,2 V. É utilizado em lanternas de bolso, máquinas de barbear, flashes, entre outros.
Como referenciar: acumulador in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 11:12:47]. Disponível na Internet: